quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Chegou setembro!

Vamos começar setembro com a música hino dos que viveram plenamente os anos 80 - de Beto Guedes e Ronaldo Bastos:

Inesquecível, para os jovens da década de 60 (eu, mais alguém?), o filme "Quando setembro vier" (Come september), com Rock Hudson, Gina Lollobrigida, e, de quebra, Bobby Darin e Sandra Dee (alguém já ouviu falar?). Gente: Eu sou antiiiiiiga!


Setembro e maio são meus meses preferidos - anunciam o verão e o inverno no nosso hemisfério e, naturalmente, o inverno e o verão no hemisfério lá de cima. "Primavera" vem do latim primo vere, que significa 'no começo do verão'. Primavera, para mim, é a cara do Veris leta facies ( A alegre face da primavera), da cantata Carmina Burana de Carl Orff. Para saber mais, é só clicar aqui.


Como estamos musicais! A primavera inspira!
No ano passado escrevi sobre Brasília, a seca, a beleza do cerrado. Estou de novo aqui, neste Planalto Central - a secura continua a mesma, e a beleza dos ipês floridos também. A-M-O!!!!
Encontrei uma crônica belíssima, da sempre querida Cecília Meireles, que começa assim: "A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la". O título é, justamente, "Primavera".

E setembro, qual a origem do nome? No antigo calendário romano, setembro era o sétimo mês do ano. Ao longo dos séculos, algumas coisas foram mudando, e setembro deixou de ser o sétimo mês. Para saber mais, que o negócio é meio complicado, é só clicar aqui.

Nossa data maior, nossa independência, é comemorada no dia 7 de setembro. Foi em 1822, que o nosso galante imperador (põe galante nisso), Pedro I (depois Pedro IV de Portugal) proclamou a separação do Brasil de Portugal. O Hino da Independência foi composto pelo próprio D. Pedro, e a letra foi escrita por Evaristo da Veiga.

Gosto muito desta pintura, de 1922, que representa o imperador, no momento da composição do hino. Seu autor é Augusto Bracet:


Algo mais em setembro? Sim, o Ano Novo Judaico, Rosh Hashaná ('cabeça do ano', em hebraico) no dia 29 de setembro. No ano passado escrevi isto.

Gostei de recordar e de falar (escrever) sobre tudo isso aí. Tudo faz parte da grande colcha de retalhos que compõe a minha existência. Fico feliz se vocês compartilharem comigo as minhas recordações.
(por Cecilia, um pouquinho comovida)

3 comentários:

JUJU e LELÊ Artesanatos disse...

Olá Cecília!
Parabéns pela sua colcha de retalhos, a seleção de retalhos é especialmente incrível.
Aproveitei para curtir alguns momentos.
Muito bommmmm!!!!
Bjs
Lelê

Simone Arrais disse...

Tenho especial carinho pelos posts sobre os meses... É que aprendo muito, sabe? Bjs, bjs!

Ana disse...

Cecilia, o post de setembro esta ótimo!
E bem musical também.
lembrei de uma musica da Vanusa que fala em setembro também.
Agora, a gravura me encantou, adoro imaginar essa época e me ver naqueles lugares.
Bjus