segunda-feira, 2 de maio de 2011

O mês de maio

Maio vem do latim maius. Tem esse nome em homenagem à deusa Maia, também chamada de Bona Dea (a Boa deusa), que personificava o despertar da natureza na primavera (claro, no hemisfério norte).
Por aqui é outono - estação das colheitas (no hemisfério norte, o outono é também a estação das colheitas). Fala-se muito, figuradamente, em "outono da vida". É o período em que começamos a envelhecer. Estou tentando combinar "colheita" e "envelhecimento" - não no sentido de decadência, mas no sentido de enriquecimento de experiências, vivências, de atitude de serenidade diante dos fatos da vida. Ai, ai, ai, está ficando com cara de elucubração... Mas é isso merrrmo: tempo de colher recordações do passado e reviver na memória todos os momentos bons que foram vividos.  Tempo de deixar para trás as coisas não tão boas - não digo esquecê-las, porque elas fazem parte daquilo no que nos tornamos. Fui muito longe?

A iluminura de livro As mui ricas horas do Conde de Berry correspondente a maio mostra jovens nobres a cavalo:
Les très riches heures du Duc de Berry

Alphonse Mucha, o mais representativo ilustrador do movimento Art Nouveau, representou o outono assim:


Está tudo muito europeu! Para equilibrar, algo bem brasileiro:


Almir Sater canta Mês de Maio

(por Cecilia, em momento reflexivo outonal - climático e etário!!!)

6 comentários:

Ana Vergara disse...

Olá! Belo mês, belo post... coloquei o mesmo link pra música do Almir no meu flickr.
bjs e atodos e boa noite!

A Casca da Cigarra disse...

Momento reflexivo outonal...ai, ai que mulher danada de culta! Eu adorei o post e a música. Te envio um link como uma adorável música sobre o mês,"Maio maduro maio" do madredeus. Beijão http://www.youtube.com/watch?v=floEANiIjII

Nina Dias disse...

Meninas que venha o mês de maio... Linda música! Obrigada pelas informações adoráveis! bj Nina

Livia disse...

Adorei de novo! Lindo post! E essa música, Almir Sater é demais! Chegar ao outono com essa paz no coração é para poucos.
bjos

Cecilia e Helena disse...

Minhas amigas:
Obrigada pelos comentários, que fazem tão bem ao meu cálido coração de outono!
Abraços da Cecilia.

msgteresa disse...

Oi,Cecília!
Outono e primavera, a colheita e a flor... Tudo é mais que poético, são os nossos próprios caminhos pela vida! E o essencial é mesmo viver a plenitude de cada nova estação!
Passei pra te desejar um "Feliz Dia das Mães" (atrasado,né? ) pra mãe e filha, donas desse blog tão encantador...
Beijos pra vocês!!!!
Teresa
("Se essa lua fosse minha")