sábado, 31 de outubro de 2009

Uma almofadinha pra mostrar as colherinhas

Minhas colheres russas foram tão elogiadas, que fiz outra almofada com o tecido de matrioscas só para ter a  desculpa de  mostrá-las mais uma vez:



E, como sempre, vou à procura da origem da palavra matriosca. No Caldas Aulete on-line, encontro: "Conjunto de bonecas típicas russas, de madeira pintada, que se sobrepõem umas às outras, encaixando-se [F.: Do russo matrioshka]" . E o que quer dizer matrioshka?, pergunto eu aos meus botões. Caminhando por esse mundo incrível da Internet, encontrei dois lugares muito interessantes: este, da Leni David, e este, do Sergio Sakall. Resumindo:  matrioshka significa 'mãezinha', de mater (mãe) e oshka, o diminutivo. E o latim está em todas, não é?  Lá pelo final do século XIX, um brinquedo que representava um sábio budista, foi trazido do Japão e presenteado à família Mamôntov, grandes patrocinadores das artes na Rússia czarista. Usando o boneco japonês como modelo, dois artesãos criaram a Matryoshka russa, batizando-a com uma variação do nome russo Matryona, que deriva de mat' (mãe). Tem mais, pra quem quiser, na Wikipédia.
E as minhas colheres?

 
Aí, elucubrei mais ainda. Que tipo de artesanato é esse? Que cores tão vibrantes são essas? Não sei como, cheguei a este site, do Ministério de apoio e desenvolvimento de pequenas empresas e consumidores e mercado de serviços da região de Nijni Novgorod. Que nome enorme, hein? O site pode ser lido em russo, inglês, francês, alemão e japonês. Mas vamos ao que interessa aqui. Esse artesanato se chama  Khokhloma, porque surgiu numa cidadezinha chamada justamente Khokhloma, lá pelo século XVII. Essa cidadezinha fica na região de Nijni Novgorod (daí o patrocínio do site). Trata-se de pintura em madeira e se destaca por seus motivos vegetais e pelo colorido. As cores principais são o vermelho, o negro e o dourado. Cada cor tem um simbolismo: o vermelho evoca o poder; o negro, representa a cortina que se abre diante da vida eterna e da elevação espiritual; e o dourado, a bem-aventurança, a procura do fogo divino. Nesse site há muito mais informações, com fotos lindíssimas. Aprendi isso tudo ontem à noite e quis compartilhar com vocês. (por Cecilia)

6 comentários:

Paula Louceiro disse...

Adorei a almofada nova, as informações e as colheres novamente. São Lindas!!!
Só não entendi o que é "elucubrei". Não conheço essa palavra.
Muito legal a história sobre as matrioskas.
Um abraço

Leni David disse...

Adorei ter sido citada por vocês! Sinal de que as minhas bonequinhas despertaram a atenção. Muito obrigada e apareçam sempre que quiserem. Um abraço!

Artelier Tecendo Sonhos disse...

Linda almofada e maravilhosas colherinhas!! Parabéns!! Beijocas
Andreza

Cecilia e Helena disse...

Olá, Paula!
elucubrar: assuntar, cismar, considerar, contemplar, especular, filosofar, lucubrar, matutar, meditar, pensar, ponderar, raciocinar, refletir, reflexionar, ver...
Eu uso muito, nesse sentido de ficar matutando, pensando muito num assunto. Tem até umas postagens que chamo de Elucubrações.
Abraço da Cecilia.

Inspiração Inesperada disse...

Adorei! As matrioskas são um mimo :)

Lidiane Vasconcelos disse...

Obrigada por compartilhar, Cecília! :D

Foi muito bom saber um pouquinho da cultura russa contigo. ;)